Oscar

Ontem assisti aos Oscars (ou Prêmio da Academia se você preferir) e mesmo ficando óbvio que a cerimônia ficou um pouco mais enxuta em razão da crise conseguiu ser mais divertida do que as dos anos anteriores.

Não tinha muita fé na capacidade do Hugh Jackman de apresentar uma premiação que está sempre no limiar de virar algo extremamente sem graça, mas, na minha opinião, ele se saiu muito bem. Especialmente nos números musicais. Quem diria que Wolverine sabia dançar e cantar, hein?

Gostei de ver que “Slumdog Millionaire” (Quem quer ser milionário) levou pra casa 8 dos 10 prêmios aos quais estava concorrendo, incluindo o de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Edição, Melhor Trilha Sonora e Melhor Canção Original.

Sem surpresas na premiação dos atores coadjuvantes. Penélope Cruz era a favorita na categoria depois da Academia ter optado por indicar a Kate Winslet como Melhor Atriz por “O Leitor”. E Heath Ledger mereceu levar o prêmio por sua performance como o Coringa no “Cavaleiro das Trevas”. Ainda bem que a Academia corrigiu a injustiça de não tê-lo premiado por “O Segredo de Brokeback Mountain”. Uma pena que o prêmio veio tarde demais.

Depois de ter sido indicada várias vezes e perdido, foi bem merecido o prêmio de Melhor Atriz entregue à Kate Winslet. Não assisti “O Leitor”, mas li o livro e se ela conseguiu ser reconhecida pelo público e pela crítica por interpretar “Hannah Schimidt” com diginidade, ela fez jus à todos os prêmios que recebeu por sua performance.

Já na categoria Melhor Ator estava torcendo pelo Mickey Rourke. O Lutador (The Wrestler) foi o único filme que estava concorrendo esse ano que eu assisti.  Esperava que o filme fosse ser algo bem chato e piegas e saí do cinema embasbacada (no bom sentido) com o que vi.

O Sean Penn mereceu ganhar? Sim, mereceu. Ele é um excelente ator, mas da mesma forma que seu retorno às telas como o fantático ator que é foi reconhecido pelo prêmio que recebeu da Academia por “Sobre Meninos e Lobos”, Mickey Rourke deveria ter sido reconhecido por sua performance em “O Lutador”. Ele com certeza fez por merecer e seria muito legal ver a Academia rearfimar o que outras premiações reconheceram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: